. Fabricante 'BLU' é acusada de enviar informações de usuários para a China - Tudo Sobre Tecnologia



A fabricante norte-americana BLU, que há poucas semanas lançou um smartphone com bateria que dura três dias, acaba de se tornar a mais nova empresa a entrar para a lista crescente de companhias envolvidas em polêmicas.
Ela está sendo acusada pela firma Kryptowrite de enviar informações não-autorizadas de seus clientes (SMS, listas de contato, históricos de chamada, etc) a um servidor chinês localizado em Shanghai.
O recurso age como se fosse uma espécie de "backdoor", e já vem pré-instalado no firmware dos smartphones, sendo impossível de desabilitar (a menos, é claro, que o usuário troque a ROM de fábrica).


A BLU utiliza um sistema de terceiros para enviar as atualizações OTA para seus portáteis, algo encarregado pela companhia chinesa Adups Technology, que também tem como clientes em seu portfólio a ZTE e Huawei.
Segundo nota oficial publicada em sua página, não há com o que se preocupar, pois o serviço coletava dados dos usuários e os transmite para seu próprio servidor, com a intenção de identificar SPAM em SMS e chamadas.
Apesar das intenções serem as melhores, a descoberta do envio não-autorizado de dados incomodou bastante órgãos de vigilância americanos, o que fez com que a BLU desativasse o software, e requisitasse a destruição de todo material coletado.





0 comentários Goocle+ 0 Facebook

Postar um comentário

 
Tudo Sobre Tecnologia © 2013-2020. Todos os direitos reservados. Tudo Sobre Tecnologia. Desenvolvido por TST
Topo