. Entenda como a Siri vai funcionar em apps de terceiros - Tudo Sobre Tecnologia



o início da semana a Apple apresentou o iOS 10, nova versão do sistema operacional que traz uma série de melhorias, entre elas a possibilidade de usar a assistente pessoal Siri em aplicativos de terceiros. O "Sirikit" vai permitir que desenvolvedores usem o sistema em seus apps e extensões, o que deve aumentar consideravelmente o número de possibilidades com a ferramenta.


Como vai funcionar?

O Sirikit é restrito a cinco tipos de aplicativos: de áudio ou vídeo chamada, mensagens, pagamentos, frocurar fotos, treinos e passeios/reservas. Durante uma sessão na WWDC, a empresa explicou que a Siri vai funcionar em extensões de dados de terceiros.

A extensão de dados funciona como a espinha dorsal do que o usuário vê na tela quando a assistente está em funcionamento. Sem ela, a Siri não consegue agir porque não há contexto. Por exemplo, se o usuário disser "Ei, Siri, me chame um Uber para (determinado local)", o sistema precisa saber a localização atual da pessoa, a localização futura e se conectar com o app para realizar a tarefa.
Ou, se o usuário disser "envie uma mensagem no WhatsApp para João dizendo que eu estou a caminho", a Siri precisaria ter acesso ao aplicativo, acesso aos contatos do WhatsApp, permissão para enviar uma mensagem em nome do usuário e, por fim, a capacidade de avisar que a mensagem foi enviada.
Mas o que fazer quando há dois contatos com o nome de João? Seria preciso ter certeza de qual contato o usuário está falando. Dessa maneira, o trabalho entre a assistente e os apps não será simples e pode exigir uma série de mudanças para os desenvolvedores, o que pode levar algum tempo para chegar ao usuário.




0 comentários Goocle+ 0 Facebook

Postar um comentário

 
Tudo Sobre Tecnologia © 2013-2020. Todos os direitos reservados. Tudo Sobre Tecnologia. Desenvolvido por TST
Topo