. Apple perde apelo e pagará U$ 450 milhões em caso antitruste dos preços de e-books - Tudo Sobre Tecnologia



A Apple sofreu mais uma derrota em sua tentativa de escapar de uma alta multa em um processo que corre na corte norte-americana desde 2012, referente aos preços abusivos dos seus e-books. A companhia foi acusada de "conspiração" junto às editoras para elevar os preços dos livros. Como resultado, em 2013 a Maçã foi condenada a pagar uma multa.


Hoje, um tribunal federal de apelações confirmou a sentença, segundo relata o The Wall Street Journal, e a empresa deverá pagar 450 milhões de dólares. Debra Ann Livingston, Segunda Juiza da Vara, escreveu que as atitudes da companhia de Cupertino violaram a Lei Sherman, que é a lei federal antitruste.
 
Concluímos que o tribunal distrital decidiu corretamente que a Apple orquestrou uma conspiração entre as editoras para aumentar os preços de e-books [...] restringido excessivamente o comércio.
Os U$450 milhões serão além dos milhões de dólares gastos em litígios pela Apple e honorários legais ao longo dos últimos 3 anos. Apesar do fato de que todas as cinco editoras envolvidas no caso de fixação de preços terem chegado a acordos individuais com o Departamento de Justiça, a Apple tem mantido a sua "inocência" e optou por lutar contra a decisão.
O caso teve início quando os clientes alegaram que os preços cobrados pela Maçã eram abusivos, já que em outras lojas virtuais os livros custam menos da metade dos valores da Apple. Estima-se que a companhia lucrou 70 milhões de dólares a mais do que as outras empresas desse mercado.


Ainda em 2012 o Departamento de Justiça dos EUA entrou com uma ação contra a Apple e cinco importantes editoras de livros por conspirar para aumentar os preços de e-book. A Apple foi considerada culpada da acusação em 2013 e, desde então, perdeu vários apelos em um esforço para obter a anulação da decisão.


0 comentários Goocle+ 0 Facebook

Postar um comentário

 
Tudo Sobre Tecnologia © 2013-2020. Todos os direitos reservados. Tudo Sobre Tecnologia. Desenvolvido por TST
Topo