. Três tipos de fraude mais comuns no comércio eletrônico - Tudo Sobre Tecnologia


O setor de comércio eletrônico é um dos que mais crescem no Brasil. A comodidade de poder pedir algo pela internet, ganhar descontos exclusivos e receber no conforto do lar conseguiu conquistar uma boa parcela da população. Entretanto, o número de clientes cresce junto com a quantidade de pessoas que capturam informações privadas, como dados e números de cartões de crédito, para realizar uma transação ilegal.



Segundo Omar Jarouche, coordenador de Inteligência Estatística da ClearSale, embora sejam de diferentes tipos e meios, as fraudes geram danos aos lojistas, enfraquecendo suas vendas pelo chargeback – termo aplicado quando a administradora do cartão cancela uma compra não reconhecida por seu titular, direcionando o prejuízo do pedido ao comerciante.
Jarouche aponta três tipos mais comuns de golpe realizados em compras pela internet:
  • Fraude efetiva ou deliberada: é o tipo de golpe que mais gera impacto negativo ao lojista, pois normalmente é aplicada por pessoas com algum tipo de experiência em fraude, desde um único indivíduo até quadrilhas focadas neste tipo de crime. Ela ocorre principalmente quando uma compra é efetuada em um site com dados roubados.


    O nome e o cartão de crédito de um terceiro são utilizados, sem seu consentimento, gerando o chargeback. Com isso, o pedido é entregue no endereço do fraudador, mas a loja fica com o prejuízo de dano financeiro;
  • Autofraude: se antes o dono original do cartão desconhecia a compra feita em seu nome, neste caso a fraude ocorre pelo próprio titular. Após concluir a transação e receber o produto, ele contata a administradora não reconhecendo o valor, propositalmente, para receber o estorno depois. É o segundo tipo mais comum e o mais difícil de ser detectado, pois todos os dados são verdadeiros;
  • Fraude amigável: embora nem sempre exista má fé, este tipo acontece quando uma pessoa conhecida do titular do cartão realiza a compra, porém sem o consentimento dele. Na maioria dos casos a transação não é reconhecida, causando assim despesa ao lojista.


0 comentários Goocle+ 0 Facebook

Postar um comentário

 
Tudo Sobre Tecnologia © 2013-2020. Todos os direitos reservados. Tudo Sobre Tecnologia. Desenvolvido por TST
Topo